Bloodshore é um jogo live-action que pretende levar o género battle royale a um outro nível

Actualmente, o género de Battle Royale está muito em voga, popularizado por PUBG e Fortnite, com imensas editoras a lançarem títulos deste tipo.  Se este género foi inicialmente inspirado em filmes como “Jogos Da Fome” e pelo filme japonês que originou o nome do género, “Battle Royale”, a abordagem da Wales Interactive sobre o género é verdadeiramente única com Bloodshore, um jogo FMV (Full Motion Video) que pretende elevar o género para outro nível ao criar um “filme interactivo” de Battle Royale.

Os jogadores de Bloodshore assumirão o papel de Nick, um actor esgotado que luta por um prémio em dinheiro que lhe permita mudar de vida numa batalha real transmitida pela televisão. Os jogadores tomarão decisões como Nick que os ajudarão a sobreviver e a desvendar o mistério por trás do mortal reality show do jogo. O estúdio lançou um trailer detalhado mostrando mais trechos das oito horas completas de filmagem do jogo, além de dar aos jogadores uma ideia de como a interacção com a história irá acontecer.

A Wales Interactive anunciou ainda que Bloodshore será lançado para todas as plataformas a 3 de Novembro, incluindo iOS. Este é um excelente momento para lançar um jogo do género, primeiro devido ao incrível sucesso do jogos do género, mas também pelo grande sucesso da série da Netflix “Squid Game”, mostrando a clara predilecção dos consumidores por conteúdos desta temática.

Partilhe este artigo:

por Paulo Miranda

Fundador do projecto Foneplay, desde muito cedo entusiasta pela tecnologia, tendo acompanhado toda a evolução da internet e telemóveis. Trabalha nesta área há muitos anos sendo fã de jogos e de todos os assuntos relacionados com as telecomunicações móveis. Facebook | LinkedIn

Ver todos os posts de Paulo Miranda →

Deixe uma resposta

Os comentários, que são moderados antes de serem publicados, são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. A Foneplay reserva-se no direito de excluir comentários que achar não serem adequados.