Bloodstained: Ritual of the Night, frenéticos combates num mundo gótico

Os aspirantes a matadores de demónios podem colocar o destino nas suas próprias mãos em Bloodstained: Ritual of the Night. A versão mobile oferece a mesma jogablidade das versões para PC e consola e, sem comprometer a qualidade visual ou a fidelidade do jogo, uma interface revista e ícones de fragmentos redesenhados.

Bloodstained: Ritual of the Night apresenta um mapa 2.5D, que foi perfeitamente adaptado para ser explorado em dispositivos móveis. A versão móvel do Metroidvania inclui um novo sistema de conquistas por meio do qual os jogadores podem verificar o seu progresso no jogo e desafiarem-se uns aos outros. Uma surpresa especial aguarda aqueles que os desbloquearem. Para melhorar a usabilidade, uma tecla de atalho de habilidade final com ícones exclusivos e uma tecla de atalho de traje foram adicionadas.

Entre muitos destaques que farão os fãs sentirem-se em casa enquanto jogam, a versão mobile também inclui a banda sonora gótica original e as vozes originais do jogo, como Ami Koshimizu (Miriam) e Shusaku Shirakawa (Gebel). 

O novo personagem jogável desbloqueável é chamado de “Zangetsu” e está disponível para os jogadores que terminaram a história com um bom final. Ele luta com uma Katana e pode usar MP para desencadear um ataque especial com a sua lâmina. Adicionalmente, o novo modo Randomizer oferece uma variedade infinita a cada novo jogo, com missões, áreas de mapas, locais de lojas, pontos de mob, pontos de itens importantes e muito mais.

Partilhe este artigo:

por Redacção

Equipa de redacção da Foneplay. Fundada em 2005, a Foneplay é um site focado em todos os assuntos relacionados com jogos para smartphones, trazendo diariamente notícias, artigos e sugestões sobre os melhores jogos deste mercado.

Ver todos os posts de Redacção →

Deixe uma resposta

Os comentários, que são moderados antes de serem publicados, são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. A Foneplay reserva-se no direito de excluir comentários que achar não serem adequados.