Netflix revelou expandir o seu negócio para o mercado dos jogos começando com os jogos mobile

A meteórica subida das receitas dos jogos mobile e a sua implementação como o maior gerador de receitas do sector do mercado de jogos não está a passar despercebida. São cada vez mais das grande editoras a apostar cada vez mais neste sector, e não só, como o recente anúncio da Netflix a indicar que irá expandir o seu negócio para a área dos jogos, começando com os mobile.

Nunca carta enviada aos accionistas, a Netflix disse que vê os jogos como uma “nova categoria de conteúdo” que os assinantes deveriam ter acesso sem custo adicional. A empresa disse ainda que deseja construir sobre os seus “esforços anteriores em torno da interactividade“, tendo trabalhado anteriormente numa variedade de títulos de Stranger Things e um episódio interactivo de Black Mirror chamado Bandersnatch.

Vemos os jogos como uma outra nova categoria de conteúdo para nós, semelhante à nossa expansão para filmes originais, animação e televisão“, explicou a empresa. “Os jogos serão incluídos nas assinaturas Netflix sem nenhum custo adicional, semelhante a filmes e séries”.

Esta decisão não é recente, a Netflix já tinha em 2019 dado a entender que encarava a Epic Games, editora do jogo Fortnite, como um concorrente importante, quando disse “Na corrida para entreter os consumidores em todo o mundo, continuamos a competir pelo tempo de ecrã com um amplo conjunto de empresas como o YouTube, Epic Games e TikTok (para citar apenas alguns)“.

Inicialmente, a empresa de streaming concentrar-se-á no lançamento de jogos para dispositivos móveis e pretende “aprender mais sobre como os nossos membros valorizam os jogos” à medida que avança.

Partilhe este artigo:

por Paulo Miranda

Fundador do projecto Foneplay, desde muito cedo entusiasta pela tecnologia, tendo acompanhado toda a evolução da internet e telemóveis. Trabalha nesta área há muitos anos sendo fã de jogos e de todos os assuntos relacionados com as telecomunicações móveis. Facebook | LinkedIn

Ver todos os posts de Paulo Miranda →

Deixe uma resposta

Os comentários, que são moderados antes de serem publicados, são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. A Foneplay reserva-se no direito de excluir comentários que achar não serem adequados.