Google Meet vai passar a estar disponível gratuitamente para todos

Google Meet

Com o confinamento em casa e o intensivo uso de plataformas de videoconferência, são cada vez mais as ferramentas que reforçam ou que ganham espaço no mercado e leque de opções dos utilizadores, como é o caso do Zoom e da Houseparty. Este é actualmente um tipo de mercado apetecível e, com isso em mente, a Google decidiu tornar o Google Meet gratuito para todos, com disponibilidade disponível nas próximas semanas.

A Google indica que investiu muitos anos em tornar o Meet numa solução de videoconferência segura e confiável, para escolas, governos e empresas de todo o mundo, tendo nos últimos meses acelerado o lançamento dos recursos mais solicitados para torná-lo ainda mais útil. Deste modo, a partir do início de Maio, qualquer pessoa com um endereço de e-mail pode inscrever-se no Meet e aproveitar muitos dos mesmos recursos disponíveis para os utilizadores actuais do serviço, como agendar facilmente reuniões, partilha do ecrã, legendas em tempo real e layouts que se adaptam às preferências dos utilizadores, incluindo uma visualização em mosaico expandida. As reuniões serão limitadas a 60 minutos para o produto gratuito, embora a empresa não vá ter essa duração em conta até 30 de Setembro.

Aumento da utilização da plataforma

O Meet faz parte do G-Suite, serviço pago e apenas disponível para empresas, escolas, ONG, e pouco mais. Foi projectado para ser seguro em escala. Desde Janeiro, e na sequência do aumento de utilização deste tipo de plataformas, a Google revela que obteve um pico de utilização diária do Meet na ordem dos 30x mais. Durante este mês de Abril, a média de utilização diária do serviço é da ordem dos 3 mil milhões de minutos de video-conferências e de aproximadamente 3 milhões de novos utilizadores diários.

Google Meet
Google Meet – Criar reunião

Medidas de segurança

A Google reforça o seu esforço e atenção às questões de privacidade e segurança, não diferenciando se é um médico a partilhar informações confidenciais de saúde com um paciente, um consultor financeiro que realiza uma reunião com um cliente ou pessoas que se ligam para encontros familiares virtuais, feriados ou happy hours.

Questões como:

  • Fornecimento de um conjunto forte de controlos de host, como a capacidade de admitir ou negar entrada em uma reunião e silenciar ou remover participantes, se necessário. 
  • Não permitir que utilizadores anónimos (ou seja, sem uma conta Google) participem de reuniões criadas por contas individuais. 
  • Os códigos de reunião são complexos por padrão e, portanto, resilientes à “adivinhação” de força bruta.
  • As video-conferências são criptografadas em trânsito e todas as gravações armazenadas no Google Drive são criptografadas em trânsito e em repouso.
  • Não são exigidos plugins para usar o Meet na Web. Funciona inteiramente no Chrome e em outros navegadores modernos , por isso é menos vulnerável a ameaças à segurança.
  • O Google Cloud passa por auditorias rigorosas regulares de segurança e privacidade para todos os seus serviços .
  • Os dados dos utilizadores não são usados ​​para publicidade e não vendidos a terceiros.

Quando, onde e como

Portanto, a partir da próxima semana, a Google irá expandir gradualmente a disponibilidade da plataforma para mais pessoas. Se pretende saber quando estiver disponível por cá, basta inscrever-se para ser notificado.

A partir de agora, o Meet estará disponível gratuitamente para qualquer pessoa através da web e das aplicações móveis para Android e iOS, basta ter uma conta Google.

‎Google Meet
‎Google Meet
Editora: Google LLC
Preço: Grátis
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
  • ‎Google Meet Screenshot
Partilhe este artigo:

por Paulo Miranda

Fundador do projecto Foneplay, desde muito cedo entusiasta pela tecnologia, tendo acompanhado toda a evolução da internet e telemóveis. Trabalha nesta área há muitos anos sendo fã de jogos e de todos os assuntos relacionados com as telecomunicações móveis. Facebook | LinkedIn

Ver todos os posts de Paulo Miranda →

Deixe uma resposta

Os comentários, que são moderados antes de serem publicados, são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. A Foneplay reserva-se no direito de excluir comentários que achar não serem adequados.