Activision Blizzard pretende trazer todas as suas franquias para os jogos para smartphones

O mercado dos jogos para smartphones continua em grande crescimento, muito potenciado por estes últimos meses onde se registaram várias semanas em que a grande maioria da população mundial teve de se confinar em casa devido à pandemia da Covid-19.

A maioria das grandes empresas continuam a adaptar as suas principais sagas aos dispositivos Android e iOS. No caso da Activision Blizzard, o lançamento de Call of Duty: Mobile em 2019 foi um grande sucesso, com mais de 300 milhões de downloads até o momento. Isto sem contar com Candy Crush e títulos derivados, também propriedade da empresa através da King, editora que compraram há algum tempo atrás.

O facto é que os jogos para smartphones estão a trazer grandes benefícios para a Activision Blizzard, e a empresa quer expandir a sua influência neste sector daqui para frente. Por ocasião da última reunião de investidores, devido à publicação dos resultados fiscais da empresa, o presidente e CEO Daniel Alegre afirmou que a Activision Blizzard está interessada em “trazer todas as nossas franquias para os smartphones ao longo do tempo”.

Diante de novas propostas em expansão, como o streaming de jogos, o executivo afirma que a empresa prefere focar a sua estratégia em apostas “comprovadas”, como os jogos para smartphones, que oferecem grandes oportunidades de crescimento. Por seu turno, o líder da Activision, Rob Kostich , afirma que Call of Duty Mobile teve a melhor prestação da sua história em Outubro, na semana da celebração do seu aniversário, e que espera que o seu crescimento continue a aumentar com a estreia do jogo na China.

E não é só o caso da China. Por exemplo, México e Brasil estão em nossos 5 principais mercados, tanto em downloads como em receita. Portanto, vemos uma grande oportunidade de expandir ainda mais geograficamente”, diz Kostich. Portanto, os smartphones serão a estratégia futura da Activision Blizzard, que planeia aproveitar as suas sagas existentes, como acontecerá com Diablo Immortal, e trazê-las para os jogos mobile.

Partilhe este artigo:

por Paulo Miranda

Fundador do projecto Foneplay, desde muito cedo entusiasta pela tecnologia, tendo acompanhado toda a evolução da internet e telemóveis. Trabalha nesta área há muitos anos sendo fã de jogos e de todos os assuntos relacionados com as telecomunicações móveis. Facebook | LinkedIn

Ver todos os posts de Paulo Miranda →

Deixe uma resposta

Os comentários, que são moderados antes de serem publicados, são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. A Foneplay reserva-se no direito de excluir comentários que achar não serem adequados.