Este é o smartphone mais seguro do mundo usado pelos governos para situações de emergência

Em situações especiais, como a que muitos países, incluindo Portugal, estão a atravessar com a implementação de estados de emergência, os governos, forças de segurança e militares procuram soluções de comunicação que lhes forneçam segurança máxima nas suas conversas. O principal smartphone utilizado nestas situações é o Atos Hoox K31, considerado por muitos como o mais seguro do mundo. A razão é simples, a interceptação das suas chamadas é impossível.

O Hoox K31 é um smartphone ultra-seguro da linha Hoox for Business. Baseado em Android, o equipamento possui um ecrã AMOLED de 5,5 polegadas, é leve, pesando apenas 149 gramas, e traz uma bateria de longa duração, capaz de oferecer mais de 48 horas de autonomia.

O equipamento oferece uma protecção abrangente contra interceptações e intrusões, mesmo em caso de perda ou roubo. A segurança do dispositivo é de ponta a ponta, incluindo terminal, portas USB, Wi-Fi, Bluetooth, comunicações, dados e aplicações. O dispositivo possui ainda recursos adicionais projectados para uso colaborativo, já que as funções de comunicação são integradas em aplicações padrão. Chamadas de voz com múltiplos utilizadores, mensagens instantâneas para grupos e correio de voz são exemplos de funções protegidas com criptografia.

A infraestrutura de comunicação, Hoox for Business, contém uma loja privada de aplicações dedicada a cada organização, que fornece aplicações específicas bem como apps convencionais, todas previamente testadas pela Atos. Isso garante que as empresas tenham certeza de que os aplicações utilizadas pelos seus funcionários sejam seguras.

A Atos é líder global em transformação digital e detém, no momento, o smartphone mais seguro do mundo. Actualmente, empresas e órgãos oficiais são mais cuidadosos com a segurança das suas comunicações, portanto, a aquisição do Atos Hoox K31 é a melhor opção no momento, uma vez que podem realizar chamadas telefónicas sem risco de serem interceptados.

Partilhe este artigo:

por Paulo Miranda

Fundador do projecto Foneplay, desde muito cedo entusiasta pela tecnologia, tendo acompanhado toda a evolução da internet e telemóveis. Trabalha nesta área há muitos anos sendo fã de jogos e de todos os assuntos relacionados com as telecomunicações móveis. Facebook | LinkedIn

Ver todos os posts de Paulo Miranda →

Deixe uma resposta

Os comentários, que são moderados antes de serem publicados, são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. A Foneplay reserva-se no direito de excluir comentários que achar não serem adequados.