Samsung Galaxy Fold chega a Portugal na semana do Natal

A Samsung apresentou hoje a sua nova loja no Centro Comercial Colombo, em Lisboa, desenhada em parceria com a Phone House e cujo conceito visa a aproximação com os visitantes apostando num novo conceito de experiência de utilizador, sendo esta a primeira loja do género no sul da Europa.

Nova loja da Samsung no Centro Comercial Colombo

A marca aproveitou o evento para revelar que o Samsung Galaxy Fold vai chegar a Portugal no próximo mês, com a pré-venda a iniciar-se no dia 6 e o dispositivo a estar disponível para compra no dia 23 Dezembro, custando €2049. Existirá ainda uma versão 5G que custará mais €100.

O Galaxy Fold tem um ecrã exterior de 4,6 polegadas que permite o acesso a aplicações, chamadas, mensagens e as típicas notificações. O ecrã interior tem 7,3 polegadas e está adaptado para correr até três aplicações em simultâneo. No capítulo das câmaras, o dispositivo tem seis lentes, as três principais na zona traseira, duas na parte interior com o dispositivo aberto, e ainda uma na parte frontal.

Foi garantido pela marca que a dobradiça do ecrã suporta até 200 mil utilizações, ou seja, poder ser aberto e fechado cerca de 100 vezes por dia durante cinco anos. Independentemente disto, e como forma de proteger os utilizadores de algum problema aquando da utilização do equipamento, a Samsung oferece ainda a garantia de substituição do ecrã durante o primeiro ano sem quaisquer custos. Foi ainda adiantado que os clientes que adquirirem um Galaxy Fold irão receber uma informação adicional sobre como abrir e fechar o equipamento de forma a evitar problemas, como, por exemplo, pressionar nas zonas superiores e inferiores da dobra para fechar o equipamento ou abrir sempre o dispositivo por completo.

O Galaxy Fold fechado

O dispositivo estará à venda em duas cores, Cosmic Black e Space Silver, e a caixa traz ainda um par de Ear Buds e uma capa protectora em Kevlar, o mesmo material com que são feitos os coletes à prova de bala.

O pack inclui Ear Buds e uma capa protectora em Kevlar. O equipamento vem aberto.

Foi possível experimentar o equipamento por alguns momentos e deu para perceber que o mesmo é mais pesado e largo que o normal, que o ecrã aberto não é demasiado grande podendo ser utilizado na mesma com apenas uma mão e que o ecrã exterior permite o acesso a tudo o necessário para uma utilização típica de um smartphone. Deu também para perceber que nota-se claramente a zona da dobra, tanto visualmente como quando deslizando os dedos pelo ecrã, mas não deixando de ter o mesmo nível de sensibilidade que o resto do ecrã. Esperamos poder ter oportunidade de testar o equipamento no futuro para dar-mo-vos uma ideia mais clara da sua utilização.

por Paulo Miranda

Fundador do projecto Foneplay, desde muito cedo entusiasta pela tecnologia, tendo acompanhado toda a evolução da internet e telemóveis. Trabalha nesta área há muitos anos sendo fã de jogos e de todos os assuntos relacionados com as telecomunicações móveis.

Ver todos os posts de Paulo Miranda →