[App do dia] Harry Potter: Wizards Unite, veste a pele de um feiticeiro e combate as forças do mal

A rubrica “App do Dia” pretende dar a conhecer aplicações e jogos que achamos merecedores de serem experimentados. Como não queremos que gastem dinheiro a experimentar as nossas sugestões, tentaremos sempre que as mesmas sejam gratuitas, ou seja, não terem que pagar nada para fazer o download para os vossos equipamentos. Espero que gostem das nossas sugestões, e envie-nos as vossas que, se acharmos interessantes, iremos partilhar.

A sugestão de hoje é… Harry Potter: Wizards Unite

Este é um jogo de realidade aumentada criado pela mesma empresa que lançou o popular Pokémon Go. O jogador assume o papel de um jovem recruta cuja missão é recuperar artefactos mágicos que foram espalhados pelo mundo do muggles. Para isso é preciso deambular pelo mapa do jogo, que se mistura com o mundo real, combatendo criaturas e realizando feitiços, que são conjurados ao realizar determinados movimentos no ecrã do equipamento. O jogo funciona com base em energia que quando esgotada precisa ser reposta acedendo a estalagens e estufas ou utilizando dinheiro real.

Harry Potter: Wizards Unite
Harry Potter: Wizards Unite
Editora: Niantic, Inc.
Preço: Grátis
‎Harry Potter: Wizards Unite
‎Harry Potter: Wizards Unite
Editora: Niantic, Inc.
Preço: Grátis+
  • ‎Harry Potter: Wizards Unite Screenshot
  • ‎Harry Potter: Wizards Unite Screenshot
  • ‎Harry Potter: Wizards Unite Screenshot
  • ‎Harry Potter: Wizards Unite Screenshot
  • ‎Harry Potter: Wizards Unite Screenshot
  • ‎Harry Potter: Wizards Unite Screenshot
  • ‎Harry Potter: Wizards Unite Screenshot
  • ‎Harry Potter: Wizards Unite Screenshot
  • ‎Harry Potter: Wizards Unite Screenshot
  • ‎Harry Potter: Wizards Unite Screenshot
  • ‎Harry Potter: Wizards Unite Screenshot

por Paulo Miranda

Fundador do projecto Foneplay, desde muito cedo entusiasta pela tecnologia, tendo acompanhado toda a evolução da internet e telemóveis. Trabalha nesta área há muitos anos sendo fã de jogos e de todos os assuntos relacionados com as telecomunicações móveis.

Ver todos os posts de Paulo Miranda →