Samsung prevê que daqui a cinco anos ninguém utilizará smartphones

Segundo a Samsung, de acordo com Kang Yun-Je, chefe da equipa de design, os smartphones irão tornar-se obsoletos daqui a cinco anos. Ele indica ainda que se chegou ao limite de inovação com os dispositivos de ecrã dobrável, que as empresas devem concentrar os seus esforços na busca por outro tipo de inovações tecnológicas.

O design dos smartphones chegou ao seu limite, é por isso que estamos a desenvolver um smartphone de ecrã dobrável”, comentou o designer. “Mas nós também estamos a concentrar-nos em outros dispositivos que estão a começar a trazer um impacto mais amplo para o mercado, como auriculares inteligentes e smartwatches. Em mais ou menos cinco anos, as pessoas não irão aperceber-se que estarão a ‘vestir ecrãs’. Será tudo intuitivo”.

Segundo DJ Koh, CEO da Samsung, os últimos 10 anos foram a era do smartphone. “A partir deste ano, talvez uma nova era se inicie com o surgimento da internet das coisas, do 5G, da inteligência artificial (IA) e uma mistura de todas essas tecnologias. A nova era está à nossa frente.

Alguns analistas de mercado estão de acordo com esta visão da Samsung, indicando que o smartphone foi revolucionário, mas que outros aparelhos irão começar a tomar o protagonismo: “O smartphone foi um grande dispositivo para o que eu penso ter sido um período de transição entre a computação via desktop e o paradigma conhecido como ‘computação em liberdade’”, disse Diego Cibils, cofundador da empresa de software de inteligência artificial Kona. Ele argumenta ainda que, ao invés de carregar os ecrãs connosco, o futuro pertencerá a dispositivos interligados, multi-ecrã, em diversas localizações, capazes de realizar tarefas que antes executávamos através do smartphone, através de coisas como ecrãs virtuais exibidos em paredes ou incorporados nos carros e roupas. “Você poderá ter a mesma experiência, independentemente de onde estiver”.

Embora os smartphones com ecrã dobrável possam durar mais alguns anos, “assim que o 5G e a Internet das Coisas forem disponibilizadas juntas, em vez de smartphones haverá outros dispositivos inteligentes”.

O seguinte vídeo mostra um pouco de como a Samsung pensa que será o futuro.

por Paulo Miranda

Fundador do projecto Foneplay, desde muito cedo entusiasta pela tecnologia, tendo acompanhado toda a evolução da internet e telemóveis. Trabalha nesta área há muitos anos sendo fã de jogos e de todos os assuntos relacionados com as telecomunicações móveis.

Ver todos os posts de Paulo Miranda →