Nintendo revela novo vídeo de Dr. Mario World que apresenta mais detalhes sobre o jogo

Com data de lançamento prevista para a próxima semana, mais concretamente no dia 10 de Julho, a Nintendo revelou um novo vídeo de Dr. Mario World que apresenta muitos detalhes sobre como será o novo jogo para smartphones com uma das mais famosas personagens da empresa.

Em Dr. Mario World, o mundo foi assolado por um surto de vírus e cabe agora ao Dr. Mario e aos seus amigos eliminá-los unindo cápsulas a vírus da mesma cor. Os jogadores terão de manter a calma, pensar em estratégias e planear as suas jogadas cuidadosamente, já que as combinações de vírus em cada nível terão de ser eliminadas utilizando um número limitado de cápsulas.

Por sorte, o Dr. Mario não é o único médico de serviço! A Dra. Peach, o Dr. Bowser, o Dr. Toad e muitos outros estarão disponíveis para ajudar os jogadores a acabarem com os vírus através de uma variedade de habilidades. Inicialmente estarão disponíveis mais de 200 níveis espalhados por diferentes mundos, mas após o lançamento serão acrescentados mais médicos, níveis e mundos.

Dr. Mario World pode também ser jogado em cooperação com outros utilizadores de qualquer parte do mundo. Estes terão a possibilidade de ganhar e receber corações que lhes darão energia no modo Stage. Já no modo Versus poderá aumentar a intensidade desafiando outros jogadores para confrontos online de um contra um em tempo real.

Dr. Mario World
Dr. Mario World
Preço: Grátis
‎Dr. Mario World
‎Dr. Mario World
Preço: Grátis+
  • ‎Dr. Mario World Screenshot
  • ‎Dr. Mario World Screenshot
  • ‎Dr. Mario World Screenshot
  • ‎Dr. Mario World Screenshot
  • ‎Dr. Mario World Screenshot
  • ‎Dr. Mario World Screenshot
  • ‎Dr. Mario World Screenshot
  • ‎Dr. Mario World Screenshot

por Paulo Miranda

Fundador do projecto Foneplay, desde muito cedo entusiasta pela tecnologia, tendo acompanhado toda a evolução da internet e telemóveis. Trabalha nesta área há muitos anos sendo fã de jogos e de todos os assuntos relacionados com as telecomunicações móveis.

Ver todos os posts de Paulo Miranda →