Foi há 40 anos que o Walkman iniciou a revolução da forma como ouvimos música

Foi na passada segunda-feira, dia 1 de Julho, que se comemorou o quadragésimo aniversário do primeiro equipamento portátil para ouvir música, o Walkman. Foi nessa data em 1979 que a Sony lançou no mercado japonês o primeiro de uma linha histórica de reprodução de áudio, o Walkman TPS-L2.

A ideia do equipamento surgiu a pedido do co-fundador da Sony, Masaru Ibuka, amante de música e que pretendia ter acesso às suas músicas favoritas quando estava em viagem. Daí ter feito esse pedido à equipa de engenharia, que criou uma versão simplificada baseada num gravador portátil da empresa. Foi esse o protótipo do que viria a ser o Walkman, lançado algum tempo depois.

O dispositivo teve um inicio pouco promissor, devido essencialmente por ter um preço algo elevado para a altura. No entanto, após uma grande campanha de marketing, o Walkman tornou-se um fenómeno global e revolucionou o mercado do áudio. Ao longo dos anos 80, a Sony lançou diversos modelos, como o WM-2, o WM-20 e sua evolução, o WM-109, que acumulou mais de 400 milhões de unidades vendidas.

Os anos 90 trouxeram os CDs, e daí o lançamento do primeiro Discman que substituía as cassetes pelo novo formato de armazenamento de músicas. No entanto, foi o inicio do declínio do Walkman, agravado com o surgimento no inicio do ano 2000 do iPod e dos leitores MP3, e alguns anos depois dos primeiros smartphones. Na sequência do surgimento destes concorrentes, a Sony anunciou que deixaria de produzir Walkmans em 2010.

Para comemorar esta data, a Sony partilhou um vídeo que mostra a evolução do Walkman ao longo destas quatro décadas.

por Paulo Miranda

Fundador do projecto Foneplay, desde muito cedo entusiasta pela tecnologia, tendo acompanhado toda a evolução da internet e telemóveis. Trabalha nesta área há muitos anos sendo fã de jogos e de todos os assuntos relacionados com as telecomunicações móveis.

Ver todos os posts de Paulo Miranda →