Farmville comemora 10 anos com o anuncio de um novo jogo da franquia

O jogo Farmville faz 10 anos e para comemorar a data a Zynga, empresa responsável pelo jogo, anunciou estar a trabalhar num novo título da franquia para smartphones. Originalmente lançado a 19 de Junho de 2009, Farmville foi um dos primeiros jogos disponíveis no Facebook, tendo obtido um enorme sucesso. Para além do título original, a franquia teve ainda três outros jogos que no total obtiveram mais de 93 milhões de downloads e uma receita aproximada de 311 milhões de dólares, segundo a Sensor Tower. No total, a franquia obteve mais de 700 milhões de instalações ao longo da última década.

O novo jogo está em desenvolvimento pelas mãos do estúdio da empresa em Helsínquia e, segundo a Zynga, o título “vai introduzir novos personagens e trazer uma reviravolta empolgante para a experiência FarmVille”. Para além do novo jogo, os outros jogos da franquia terão actualizações comemorativas para celebrar o aniversário, como o Farmville 2: Country Escape, lançado em 2014, que irá receber uma nova personagem baseada na cantora country Trisha Yearwood e uma das suas novas músicas, “Every Girl in this Town”.

O universo de jogos da franquia consiste nos seguintes títulos:
Farmville (Facebook)
Farmville 2 (Facebook)
Farmville 2: Country Escape (mobile)
Farmville: Tropic Escape (mobile)
Farmville: Harvest Swap (mobile)

Segundo a Sensor Tower, as receitas da franquia no mobile desceram cerca de 10% no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado, atingindo valores de cerca de 10,7 milhões de dólares.

Espera-se que este novo jogo possa dar uma lufada de ar fresco numa franquia que já obteve índices elevados de popularidade. A Zynga indicou que irá revelar mais novidades em breve.

por Paulo Miranda

Fundador do projecto Foneplay, desde muito cedo entusiasta pela tecnologia, tendo acompanhado toda a evolução da internet e telemóveis. Trabalha nesta área há muitos anos sendo fã de jogos e de todos os assuntos relacionados com as telecomunicações móveis.

Ver todos os posts de Paulo Miranda →