App do dia – Space Nation Navigator

A rubrica “App do Dia” pretende dar a conhecer aplicações e jogos que achamos merecedores de serem experimentados. Como não queremos que gastem dinheiro a experimentar as nossas sugestões, tentaremos sempre que as mesmas sejam gratuitas, ou seja, não terem que pagar nada para fazer o download para os vossos equipamentos. Espero que gostem das nossas sugestões, e envie-nos as vossas que, se acharmos interessantes, iremos partilhar.

A sugestão de hoje é… Space Nation Navigator

Treine como um astronauta com esta aplicação aprovada pela NASA. Poucos conseguirão seguir o sonho de serem astronautas, mas isso não significa que não possam treinar como eles. É esse o intuito desta aplicação, treinar aspirantes a astronautas em três áreas: corpo, mente e social. Trata-se de um guia com enfoque na exploração espacial, na ciência do espaço, na motivação, na aptidão física, na compreensão cultural e numa variedade de outras habilidades essenciais para astronautas.

Em cada uma das áreas existem uma série de questionários, ferramentas educacionais e jogos, com diferentes níveis de dificuldade, permitindo que cada aspirante a astronauta suba de nível ao longo do tempo. O utilizador irá desbloqueando emblemas e conquistas e subindo nos rankings, tornando-se elegível para receber prémios e, eventualmente, a possibilidade de participar em experiências de treino de astronautas da vida real.

Space Nation Navigator foi criado em colaboração com a NASA, tendo assim uma vasta base de dados de conhecimento baseado nas missões espaciais realizadas de forma a trazer um pouco do que é preciso para ser um astronauta.

Space Nation Navigator
Space Nation Navigator
Preço: Grátis+
Space Nation Navigator
Space Nation Navigator
Editora: Space Nation
Preço: Grátis

por Paulo Miranda

Fundador do projecto Foneplay, desde muito cedo entusiasta pela tecnologia, tendo acompanhado toda a evolução da internet e telemóveis. Trabalha nesta área há muitos anos sendo fã de jogos e de todos os aspectos relacionados com as telecomunicações móveis.

Ver todos os posts de Paulo Miranda →